Encontre a razão

by Stereotrilhos

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $1 USD  or more

     

1.
03:50
2.
3.
03:35
4.
5.
04:06
6.

about

DOWNLOAD GRATUITO em www.stereotrilhos.com.br - 1º álbum do Stereotrilhos, banda paulista de rock alternativo formada em 2015.

credits

released March 4, 2016

Produção: Reginaldo Lincoln. Gravado no FX Studios e mixado no Moby Dick por Eduardo Perucci.

tags

license

all rights reserved

about

Stereotrilhos São Paulo, Brazil

contact / help

Contact Stereotrilhos

Streaming and
Download help

Track Name: Mais um dia
Vem você, sim, já posso te ver, enfim
Quanto tempo eu te esperei chegar, o quanto foi em vão
Me fez pensar se valeu a pena
Teu brilho intenso soprou com o vento ares de esperança
E ao se aproximar, trouxe de volta a minha paz
O tempo todo você esteve sempre aqui
Quanto esperei pra te ver
E te sentir, me aquecer, sorrir com você a cada amanhecer
Teu calor me faz viver, reflito e agradeço
Ao te ver dormir por mais um dia
Novo, que me trouxe alegria, amor e harmonia
Em um tempo que eu não conhecia o valor e a sabedoria
A dádiva da vida
Hoje, enfim, acordei com o seu brilho intenso
Que trouxe ao pensamento vontade sempre de querer viver
E te sentir, me aquecer, sorrir com você a cada amanhecer
Teu calor me faz viver, reflito e agradeço
Ao te ver dormir por mais um dia
Track Name: A renovação
Lave a alma, sente a calma, palmas pra renovação
Leve a vida desprovida dessa dor e dessa obrigação
O que eu senti não dá pra pôr em uma canção
Não há palavras curtas que esclareçam
E não caberiam no meu refrão
As rimas fortificam a intenção
E o clima livra essa tensão
Fugir pr’outro lugar onde o céu possa estrelar
Que seu brilho seja a renovação
Nosso tom sintonizado é bom, tem sabor e a mais bela cor
Meu compor, sincronizado for
Com a pulsação e com esse ardor
Fugir pr’outro lugar onde o céu possa estrelar
Que seu brilho seja a renovação
Sentindo a calma, levando a vida à outra dimensão
Dividindo a mesma sombra na escuridão
Fugir pr’outro lugar onde o céu possa estrelar
Que seu brilho seja a renovação
Track Name: Mirações
Estamos muito alto pra pular daqui
O risco não é a queda, e sim onde cair
O horizonte dá o impulso, o seu sorriso me confirma, vamos no 3
E ao cair vejo na minha frente família amigos com quem convivi
Vejo o quanto eu errei por não ter dito como vocês me fizeram feliz
E vou perdendo medos egos e tristeza
Na medida em que voamos para o chão
E sinto renascer toda a beleza dessa divina existência
Absoluta imensidão
Vejo nossos corpos estirados ao chão
Há trilhos sob, nós sinto a vibração
Uma locomotiva surge muito veloz, atinge os 2
Não há o que temer, temos sempre que agradecer
Diga aos seus o quanto são importantes pra você
A alegria mora na simplicidade e no agora
O passado e o futuro são ilusões que alimentamos
Com os pensamentos destrutíveis
A natureza que nos guarda tudo que nós precisamos para viver
O Maior não está em tabernáculos, mas sim dentro de você
Olhe para si e se permita tudo o que merecer
E não se esquece nunca, nunca, de agradecer
Descemos na estação de trem e te pergunto se está tudo bem
Meu sorriso novamente diz, não poderia estar mais feliz
Tantas mirações me fizeram enxergar
Que nossas vidas é o melhor que há
Então nos despedimos nesse momento
Até mais ver, meus sentimentos
E ao cair vejo na minha frente família amigos com quem convivi
Vejo o quanto eu errei por não ter dito como vocês me fizeram feliz
E vou perdendo medos egos e tristeza
Na medida em que voamos para o chão
E sinto renascer toda a beleza dessa divina existência
Absoluta imensidão
Track Name: Uma caneta azul
O tempo todo quis buscar mas não sabia onde estava
O ponto que trazia muita dor dentro de sua alma
Seu destino lhe mostrou que não seria fácil achar
E o caminho que restou, era olhar pra trás
Então o desaponto tomou seu lugar
Pois nunca fez algo de impressionar
E o que imaginou não era real, além de ser fatal
E quando ele acordou não dava tempo pra recomeçar
Mas uma pista ele deixou no ar
Uma caneta azul estava presa em sua mão
E no papel, em meio aos traços e desenhos dá pra ver
Que o texto todo ele riscou, com exceção da frase assim
Encontrei a razão
Essa porta leva ao sonho e essa a sua ambição
A porta que escolher não tem como trazer a sua proteção
A luz que fez seu caminhar deixou-se encher de escuridão
Faltou a voz pra questionar e saber dizer não
Tão cedo sofreu por desejar algo que não era hora de alcançar
E o que imaginou foi o que o derrubou, tão alto quanto a dor
E quando ele acordou não dava tempo pra recomeçar
Mas uma pista ele deixou no ar
Uma caneta azul estava presa em sua mão
E no papel, em meio aos traços e desenhos dá pra ver
Que o texto todo ele riscou, com exceção da frase assim
Encontrei a razão
Quando atravessou a porta, não pôde encontrar o chão
E deixou como herança que a vida não é feita de ilusão
Track Name: Sete cartas
Só de imaginar que começou assim, sem perceber
Você chegou e logo eu, estava ali, perdido
Era pra ser tudo assim tão divertido, mas não foi
E eu nem sei o porquê eu deixei você entrar
Sonhei tanto em fazer você ficar aqui
Buscar seu coração era pra mim um grande jogo, um grande jogo
Mas nesse jogo só um perdeu, e claro fui eu, e claro fui eu
Insistir por quê, se só eu perdi, você me esqueceu, sim, me esqueceu
Tudo acabou, nem começou. Tudo acabou, nem começou
Porque é tão difícil de tirar você da minha mente
Vou conseguir, não vai ser fácil, mas vou conseguir
Eu sei que vou reconstruir cada passo meu
Eu sei que não era pra ser
Mas nesse jogo só um perdeu, e claro fui eu, e claro fui eu
Insistir por quê se só eu perdi, você me esqueceu, sim, me esqueceu
Tudo acabou, nem começou. Tudo acabou, nem começou
Sete cartas. Foi o que sobrou na minha mão
Pouco pra quem só buscava a solução, inspiração e a direção
Mas nesse jogo só um perdeu, e claro fui eu, e claro fui eu
Insistir por quê se só eu perdi, você me esqueceu, sim, me esqueceu
Tudo acabou, nem começou. Tudo acabou, nem começou
Não, não, não
Track Name: A Voz do silêncio
Como se fosse a vida querendo ensinar
Que olhando só pra frente, naturalmente tropeçará
O tempo faz a história sem julgar, sem obedecer, sem opinar
Naturalmente passa
A voz do silêncio vem e não há como ignorar
Coisas que o tempo leva ou não levará
A voz do silêncio vem e não há como ignorar
Coisas que o tempo leva ou não levará
Como se fosse simples, melhor se desprender
E aceitar que o erro naturalmente é pra se aprender
E vai passar, e vai viver sem lembrar, sem refazer
Sem esperar, naturalmente volta
Como posso aceitar se eu não sou assim?
Faço da minha sorte o melhor pra mim
Mas se um dia for cair, precisará saber
Que o orgulho é o peso pra se desprender
A voz do silêncio vem e não há como ignorar
Coisas que o tempo leva ou não levará
A voz do silêncio vem e não há como ignorar
Coisas que o tempo leva ou não levará
Mas se um dia for cair, precisará saber
Que o orgulho é o peso pra se desprender